Terça, 19. Junho 2018
RedGlobe Notícias
feed-image RSS Feed
Statistics

Today: 24776

Yesterday: 27072

Since 01/06/2005: 41032990

O PCP associou-se à entrega da posição de protesto «Solidariedade com Lula da Silva e o povo brasileiro. Contra o golpe – pela democracia!», que foi subscrita por dezenas de organizações e hoje entregue na Embaixada do Brasil em Portugal.

Na ocasião, Rita Rato, deputada do PCP na Assembleia da República, recordou que o PCP desde o primeiro momento, sem vacilar, denunciou de forma clara e firme o golpe institucional no Brasil, que iniciou com a destituição da legítima Presidente Dilma Rousseff em 2016 e reafirmou a solidariedade com a luta do povo brasileiro em defesa da democracia no Brasil e a exigência do fim da perseguição política a Lula da Silva e do respeito dos seus direitos.

Manuela disse que independentemente do desfecho desta sexta-feira (6) o povo brasileiro precisa estar de cabeça erguida dizendo que Lula vale a luta, que o Brasil vale a luta, a defesa da democracia e da liberdade valem a luta.

Milhares de manifestantes encontram-se no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo em solidariedade ao ex-presidente Lula, que recebeu ordem de prisão. Trabalhadores, estudantes, parlamentares e líderes partidários também stão no sindicato para apoiar o ex-presidente.

Fonte: Portal Vermelho / RedGlobe

Ovacionada pela multidão, a pré-candidata afirmou que o povo brasileiro está nas ruas porque Lula vale a luta.  “Lula vale a luta porque tem a cara do Brasil e do povo brasileiro, que quer que a democracia volte a ser vigorosa, que não admite que o Supremo Tribunal Federal tenha rasgado as cláusulas pétreas da nossa Constituição Federal escrita com o sangue de muitos brasileiros que lutaram na ditadura e reconstruíram a redemocratização”.

Todos, e aqui não há espaço para citar nome, sobrenome e endereço de cada um dos que estiveram implicados na trama que levou à derrubada da presidenta legítima Dilma Rousseff, incluindo os que votaram – todos, sem exceção – nas vergonhosas sessões da Câmara e do Senado a favor do impeachment da presidenta.

Os passos de integrantes de grupos paramilitares nos corredores e gabinetes do Palácio Pedro Ernesto, às vésperas dos assassinatos, vêm sendo investigados pela Polícia Civil. Na semana anterior ao assassinato, outro miliciano também esteve na Casa: o ex-vereador Cristiano Girão – condenado por chefiar uma milícia na Gardênia Azul, em Jacarepaguá.

jungewelt neuO jornal diário alemão junge Welt declara a sua solidariedade com presidente Lula:

A prisão ilegal decretada contra Lula é uma perseguição politica. É uma injustiça, uma fraude eleitoral e mais uma agressão contra a esperança da população brasileira.
Os golpistas e fascistas não passarão.
Lula vale a luta.
Estamos juntos em solidariedade internacional!

Uma prisão eminentemente política!

Nós estudantes historicamente estivemos na linha de frente da luta pela democracia e cumprimos um papel decisivo nos períodos de acirramento da luta política no nosso país! E nesse momento não pode ser diferente.

Nesse sentido, orientamos que as entidades de base e gerais se posicionem diante desse ataque antipopular, antinacional e antidemocrático!

“Lula é vítima de sucessivas violências jurídicas. Foi condenado, sem provas, em primeira e segunda instâncias, e ontem a maioria do Supremo Tribunal Federal (STF), em desrespeito à Constituição, negou-lhe o Habeas Corpus. Sua prisão, uma vez concretizada, fará ressurgir a figura do preso político, típica de regimes arbitrários”, aponta a nota emitida pelo PCdoB.

Real time web analytics, Heat map tracking