Sexta, 16. Novembro 2018
RedGlobe Notícias
feed-image RSS Feed
Statistics

Today: 10837

Yesterday: 24247

Since 01/06/2005: 46192157

Solidaritätsanzeige

Sol forte e chuva intensa marcaram o dia dos manifestantes que prestaram solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em frente à Justiça Federal do Paraná, em Curitiba, nesta quarta-feira (14). Lula chegou ao prédio pouco antes das 14h para prestar depoimento sobre o sítio que frequentou na cidade de Atibaia, interior de São Paulo.

A Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares divulgou nota, nesta quarta-feira (14), de agradecimento a Cuba e aos profissionais cubanos pela participação no Programa Mais Médicos.

Para os profissionais que compõem a Rede, Cuba demonstra em seu exemplo cotidiano que a medicina pode ser para todos. “Exemplo de que as favelas, o sertão e a Amazônia podem ter médicos. Exemplo de que o pobre pode ser médico. Exemplo que o negro pode ser médico. Exemplo de que o Estado deve garantir Saúde como um Direito. Exemplo de amor latino-americano”, declara o coletivo.

No depoimento desta quarta-feira, 14, o presidente Lula mostrou mais uma vez que são falsas as acusações dos procuradores da Lava Jato. Lula é um preso político, condenado injustamente para que não fosse eleito presidente da República como desejava a maioria da população.

Depois de 222 dias de prisão política por um triplex que nunca foi dele, Lula deixou a sede da PF curitibana para se defender num processo do sítio que ele frequentou em Atibaia, interior de São Paulo. O inquérito investiga o pagamento de obras de reforma na propriedade.

Lula prestou depoimento à juíza substituta da Lava Jato, Gabriela Hardt nesta quarta-feira (14), na sede da Justiça Federal em Curitiba. Ao longo de quase duas horas, o ex-presidente respondeu questionamentos, reafirmou sua inocência e se insurgiu contra a guerra jurídica que se arrasta há anos contra ele.

O Partido dos Trabalhadores vê com apreensão o convite do presidente eleito Bolsonaro para que o embaixador Ernesto Henrique Fraga Araújo venha a dirigir o Itamaraty. Além de relativamente inexperiente, pois nunca foi designado Chefe de Missão Diplomática e sabatinado pelo Senado, o referido embaixador destaca-se por sua admiração incondicional a Donald Trump e por suas posições políticas extremamente conservadoras.

O ex-presidente Lula rebateu ponto a ponto as infundadas acusações do Ministério Público em seu depoimento, reforçando que durante o seu governo foram tomadas inúmeras providências voltadas ao combate à corrupção e ao controle da gestão pública e que nenhum ato de corrupção ocorrido na Petrobras foi detectado e levado ao seu conhecimento.

Jair Bolsonaro será o primeiro presidente a tomar posse lançando um anti-programa: o Menos Médicos. Em resposta às declarações preconceituosas e equivocadas dele sobre o Mais Médicos, o governo cubano vai deixar a parceria firmada em 2013 no governo Dilma e atende 63 milhões de pessoas.

Cerca de 8.500 profissionais devem voltar à ilha – quase metade de todo o contingente do Mais Médicos. O fim da parceria prejudica principalmente as cidades pobres e as periferias das grandes capitais.

Como explicar que mesmo sem ser o dono de um imóvel e não ter contratado reformas Lula é acusado e julgado em uma ação penal, sem provas e nem mesmo indícios? A resposta é clara: trata-se de um julgamento político. A confusão entre os poderes Executivo e Judiciário fica cada vez mais evidente, quando diz respeito à perseguir o ex-presidente.

Sérgio Moro, o juiz-ministro de Jair Bolsonaro (PSL), segue com sua caçada ao maior líder do Brasil nesta quarta-feira (14). Lula presta depoimento na 13ª Vara Federal de Curitiba, atualmente, uma espécie de escritório do magistrado político. Moro saiu de férias, mas engana-se quem acha que ele não conduz – manipula – o processo sobre um sítio em Atibaia.

Um grupo de 357 centro-americanos, a maioria hondurenhos, chegaram em Tijuana, no estado mexicano de Baixa Califórnia, nessa terça-feira (13). Eles se uniram a outros 85 imigrantes que já haviam chegado no domingo (11). A cidade é uma das portas de entrada para os Estados Unidos, por meio do estado da Califórnia.

Os pequenos grupos se desprenderam da caravana principal, que conta com cerca quase 4 mil migrantes, e teriam conseguido carona com caminhões e ônibus que passavam pelo caminho. Eles começaram essa jornada há mês, na cidade de San Pedro Sula, no norte de Honduras. Ao longo do trajeto, cidadãos da Guatemala e de El Salvador também se somaram aos hondurenhos.

Real time web analytics, Heat map tracking